Queime o Coração de Gelo

by siloque

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
03:10
3.
4.
5.
6.
7.
02:49
8.
9.
03:15
10.

credits

released May 9, 2016

tags

license

all rights reserved

about

siloque Águas De São Pedro, Brazil

contact / help

Contact siloque

Streaming and
Download help

Shipping and returns

Track Name: Olá Sociedade
Olá sociedade nos dê uma alternativa.
E um pouco de oxigênio pra que o povo sobreviva.
Vários vivas tenho que dizer que é meta de vida.
E sei que qualquer promessa também deve ser cumprida.
Faça a vida ter sentido, do seu amor tenha orgulho
E andar bem precavido é fôlego no mergulho.
Por que se faltar o2, não te encontrarei depois
Pouca lousa, muito giz, não foi assim que se propôs.

A sola acaba, eu vou descalço, queimando o pé no mormaço
Até chegar na questão X e circular sem um compasso
É passo a passo e a pressa é peça que atrapalha
A perfeição que leva tempo ou num segundo uma migalha
Uma navalha no pescoço eu sei que é osso, arrasta não
Batalha nesse esboço e então surge um campeão
Peão ou rei, cê tem que ser na sua.
Olha para o céu e busca inspiração na lua.
Sei que é piração, conclua e sei que paz sempre faz bem.
Pra que ficar sozinho quando pode ter alguém
Que apoie, te critique, fiquei junto e na moral?
Mais um balde coletivo e não há fogo no matagal
Não há pardal nessa gaiola, ninguém vai pisar na bola
Num segundo cê tá longe, propulsor da velha escola
Com os malotes cheio de libra o honesto se descontrola
A santinha até rebola e o exemplo te pede cola.

Olá sociedade, nos dê uma alternativa
(Precisa ser urgente, precisa ser urgente)
Olá sociedade, nos dê uma alternativa
(Liberta nossa gente, precisa ser urgente)
Olá sociedade, nos dê uma alternativa
Tá muito diferente, precisa ser urgente
São almas à deriva, são corações descrentes
Liberta nossa gente, precisa ser urgente.

Quem cuida do rabo alheio, no geral tem rabo preso
E apaga em um segundo aquilo que deixamos aceso
Pois são tantas mãos atadas que suspeito de sequestro
Tendo o colarinho branco, vilania, seu maestro
A orquestra tá entrosada, ouça a nova sinfonia
Juro que tentei curtir, mas não entrei na sintonia
Stereo monotonia, espero minha família
Boto fé em quem me dá esperança e não azia
Se cansa quem não confia nem mesmo no próprio passo
Nessa sua dança eu não entro mas nem no laço
Prove do seu veneno antes que vire contágio
Pois depois da quarentena te acusarão de plágio.
A cobra guarda o veneno, acorda e aguarda a cura.
Manobra, checa o terreno e o que sobra é terra dura.
Não rola mais água pura, segura o resultado
E põe na ponta da caneta os manos que tão do seu lado
Você põe a mão no fogo e é sólido o estado
Fraco morre pela boca, o forte vive cadeado
Mesmo que seja odiado e rodeado de traíra
Põe o seu corpo na frente quanto um irmão tá na mira.
São eles que me inspiram, esses que são minha gente.
Neles que acredito, não importa o que cê invente.
Quem tá pelo certo sabe, respeito conserva os dentes.
E se for subtrair, irmão, melhor que fique ausente.

Olá sociedade, nos dê uma alternativa
(Precisa ser urgente, precisa ser urgente)
Olá sociedade, nos dê uma alternativa
(Liberta nossa gente, precisa ser urgente)
Olá sociedade, nos dê uma alternativa
Tá muito diferente, precisa ser urgente
São almas à deriva, são corações descrentes
Liberta nossa gente, precisa ser urgente.

E aí, sociedade, me dê outra alternativa
Você chama de cuspe, pra mim é saliva
E que o preconceito faça bom proveito.
E cuidado pra ninguém te assassinar se for eleito
Pois um leito de sorte, tá pela hora da morte.
Faz o cérebro parar, prende o ar, mantenha o porte
Armas não são mais bem-vindas, eu só quis dizer postura.
Bem longe de hospital, de velório e de viatura.
Sirenes que não assustam nem um pouco a quem precisa
Vou cortar ideia errada, tão roubando minha brisa.
Então avisa minha mãe que talvez hoje eu apareça
Pra contar sobre algumas novas dores de cabeça.
Um chá que faz bem pro sono, você tá ligado
Quando é o mínimo o salário, quantos mais incomodados
Quantos mais vão levantar e dar de novo a cara a tapa?
Para encontrar seu tesouro, tenha o coração de mapa
E uma bússola mental pros caminhos perigosos
Para te livrar do mal, e de círculos viciosos
Sua essência é seu caráter, seus valores e o legado
Só basta um alfinete para acabar com ego inflado
Mas você olha pra mim e me diz que é assim que tem que ser
Universo conspirando contra mim, contra você
Diferentes dimensões, hoje me sinto um E.T
Perdido nas multidões, tentando sobreviver.

Me dê uma alternativa!!
Track Name: Ursa Maior
Voa agora, taca as asas pra fora
Zarpa pro sonho e se fica, não chora
Feliz que dança, ao menos um pouco
Um grão de esperança
A vida é bonita, que louco te fazer pensar sobre o que vale a pena
Pena que aqueles estão hibernando na cena
Procurando assunto em mais um problema.
Eu cansei de avisar, a volta por cima é você que vai dar
Vai andar nos conformes, não é proibido sonhar.
Ganhar é a meta, mas se competir cê completa
Seu ciclo é começa de novo, se é novo, se é velho
Não importa, que seja, o que vale é a fala de dentro do seu coração
Todos deviam prestar atenção!
E ouvir as histórias e ritos
Pulga na orelha com mitos
Sempre na busca, aprender, se informar, debater, combater os demônios
Neurônio afiado com a sorte de um lado e do outro
Larga essa zica, não vai no calor, antes identifica
Sei que quem fica, só fica triste
Bandeira negra em riste por causas perdidas
Que cicatrize essas velhas feridas
Pois guerras perdidas não trazem vitória
Se for sua vez então já tá na hora
Faça com que seja agora!

O lugar é aqui, o lugar é aí, o lugar é no meu coração, o lugar é no seu coração.
Vamos prestar atenção!

Temo que tudo que digo com minhas palavras é a pura verdade
Esse é um relato de honestidade, de amor, de amizade
De sinceridade da pura, mantendo nossas composturas
Apura racionalmente que o dia amanhece para ser vivido
Matando um leão por dia e saindo ferido.
É hora de ver, que ser amigo
Você consegue se eu também consigo
Você me segue e eu te levo pro abrigo
Não se apegue, só pegue gosto pela vida e a vida dos outros também
Imagina que louco se todos em volta se tratassem bem. Da melhor maneira que tem.
Acaba com o estresse e as tensões se retêm
Atenção, ó meu povo do bem:
Vamos fazer resolver, refazer com prazer pra que fique perfeito
Derruba tudo e começa direito, esquece desse preconceito
É V de vitória, nós mudaremos o curso na história
E nos cursos de história falarão de nós. Daquela grandeza de uma só voz
Que andou desunida, ofuscada por esses motivos de força maior
Hoje se ouve até do espaço, da constelação de ursa menor e de ursa maior.

O lugar é aqui, o lugar é aí, o lugar é no meu coração, o lugar é no seu coração.
Vamos prestar atenção!
Track Name: Por favor, mais um café
Não é meu pique, não sou de fazer por fazer
Lazer é lazer e um prazer é trazer pra você
Pra te fazer mexer com esse som
Pro seu cotidiano trazer algo de bom
Não é por fama, por cama, por grana, fazendo por um motivo
Faço dessa forma pois assim me sinto vivo
Assim me sinto bem, assim que tem que ser
Assim tenho sentindo a cada novo amanhecer
Vou mudando minhas metas e razões para viver
Ficando aqui parado nada vai acontecer
Pode ser por você, pode ser por quem quiser
É ter a chama viva é o que mantém você em pé
Cada um tem o seu hobby, cada um tem o seu tom
Transformar aquilo de há de ruim em bom é dom
E ouve esse som que de natureza é
Juntos vamos assistir o sol se por e aplaudir em pé
E por favor mais um café.

Transpiração, adição saudável, deixa a mente sã, é impermeável
Sendo coerente e sempre maleável, que seu conteúdo seja o mais notável.
Com a mente aberta, veja mais de perto
Corra pelo certo, assim que tem que ser
Assim me sinto bem, quero te ver crescer
Quero te ver sentindo o coração bater
A solução pra ser feliz, embaixo do seu nariz
E a própria vida diz que ela é uma lição
Siga sua missão, vise a perfeição
Brise e faça então, tire os pés do chão
Só vai acontecer se em você cê botar fé
Só vai permanecer se continuar em pé
E por favor mais um café.

Nunca houve idade pra se praticar no dia a dia
Todo santo dia, o dia inteiro a coletividade
Positiva habilidade que mantém a sua mente em atividade e funcionando.
É o que mantém você pensando
Agregando mais valor, respirando mais amor
Definindo qual fator te prejudica
Reclamar não adianta se é você que se complica
Então chega aqui do lado que eu vou te dar uma dica de batalha
Todo mundo falha pra poder recomeçar
É que nem passar de fase sem o save pra ajudar
Rebobina volta lá, pro começo volta já
Se vacina contra a sina que assassina e ensina a amar
Nada cai do céu além de chuva e tempestade
Estrela decadente encontra força de vontade
Trilha, sai do stand by e vai na fé
Contra a correnteza na certeza que a maré da pé
E por favor mais um café.
Track Name: O custo e a condição
Mãos vazias, cabeças quentes
Cegueira coletiva e manipulação
Um povo sofre enquanto você mente
Os custos não condizem com a condição

Que você nos dá - Da pior forma que se pode governar
Pescoço na guilhotina, pagando pra respirar
Implorando pra trabalhar
Pagando um pau, pagando um pato
Ansiosos pra ver algo que não vai acontecer
Esperando um milagre, alguém vir nos socorrer
Quem sabe o Superman? Quem sabe o que lá vem?
Quem sabe a gente possa se inspirar, viver
No revés de sobreviver e sempre ver
Corrupção em ascensão
Gerador de depressão
Assassino frio, ladrão de almas
Ceifador de vidas calmas, financiador de traumas
Atrasando a caminhada desde sempre.

Leva o mal, o mal, leva esse mal que você nos faz
E no caos em meio ao caos é onde tudo vai se reencontrar (2x)

E cada um vai ter seu lugar
Segura o carma que você vai carregar
O que destruiu na ida ganha força pra voltar
Nem é bom de imaginar como vai ser. Nem é bom de imaginar.
Recebo medo e eu quero paz e amor
Nosso segredo é suportar mais dor
Recebo medo e eu quero paz e amor
Nosso segredo... (shhh)
Escreve em Braille que é pra gente poder ler
Já que tomou nossos olhos nunca poderemos ver você cair
E eu espero que eu ainda esteja aqui, eu quero estar aqui!

Leva o mal, o mal, o mal, leva esse mal que você nos faz
E no caos em meio ao caos é aonde tudo vai se reencontrar (2x)
Track Name: Mais bases aliadas
Mais bases aliadas, queremos menos panelas
E menos escapamentos, nas ruas ver mais magrelas
E nenhum espancamento, calma aí, faz uma pausa
Respeite essa menina dentro e fora da sua casa
Nós moramos no brasa e por si só é embaçado
Não tem por que você querer deixar mais complicado
Que seja incinerado o vão onde mora o atraso
E faz com que cê nade em um mar de pensamentos rasos
E mentes republicanas que te queimam com os olhos
Abaixe suas persianas e cuidado com seus copos
Podem estar envenenados por mera telepatia
Converta esse azedume em simpatia, aproveitando então
Sorria para o mundo, o mundo vai retribuir
Nada vem de graça, cê tem que contribuir
Peço gentileza, quando vamos evoluir?
Todos em volta da mesa sem ninguém se agredir
É pedir muito ou perdi a explicação desse assunto?
Queremos menos veneno, queremos mais “tamo junto”

Mais bases aliadas, queremos menos panelas
Dispenso seu julgamento, mais beijos e menos celas
Queremos mais confiança,lembranças sem mais tragédia
Vivendo as nossas vidas, tocando as próprias rédeas
Respeitando o espaço alheio, cada qual com seu recreio
E seu meio de se divertir e sua forma de união.
Só se ela quiser que o lugar dela é no fogão
Se o costume for antigo e só quebrar a tradição.
Se o perfume vem do lixo, o chorume do coração
Repensar vossos conceitos é uma ótima opção.

Mais bases aliadas, queremos menos panelas
Eu sempre vou respeita-la, entrego uma flor pra ela
De volta ganho um sorriso que sempre te deixa bela
Dispenso seu julgamento, mais beijos, menos novela

Mais bases aliadas, queremos menos panelas
Queremos sentir o cheiro do berço da nova era
E o bem dessa galera, gostamos de ficar junto
Queremos viver felizes e que nunca nos falte assunto.
Track Name: Margens plácidas
Torrentes de chuva ácida corroem as margens plácidas dessa pátria pária que é sul americana.
Indústrias farmacêuticas, sucroalcooleiras, te enforcam com a bandeira brasileira amarela, verde e vermelho escarlate, e há sempre um bom debate para a arte do abate e vai haver um reajuste.
Custe o que custar, eu sei que é um truste. Inflação quebrando as pernas do povo de novo.
De novo com a corda na garganta e o povo sempre canta mais um novo réquiem, mas isso não adianta, se hoje te desencanta, então saiba meu amigo: Tempos cabulosos vêm.
Novo nível: Recessão. Faça desse berço esplêndido sua rústica prisão.
A raiz que do berçário te toma com um corsário e modifica sua visão, e ação que é terrorista te ultrapassa nessa pista e haja dor no coração.
Se o penhor dessa igualdade fosse justo de verdade, haveria menos sangue, menos criminalidade pelas ruas da cidade.
Vejo mais um indigente decadente, vejo uma pá de gente reclamando e o que é pior: Se tudo tava punk, redundância no palanque e já se tornou hardcore.
Milhões de ímpias falanges apresentam face hostil
É sonhar com a pátria livre, irmão.
E morrer pelo Brasil em vão.

É sonhar, é viver
É sonhar, é morrer
É chorar, é sofrer.

Lizot sodomizou, Chagnon prostituiu
I'm sorry Yanomami e a missionária consentiu.
Princesa Yarima, e Good só latiu
Só era uma menina, and welcome to Brazil.

Alguns pedem que oremos, que nos alistemos.
Não vai ficar por menos o tira sono que vivemos
Nós sabemos por que lemos, da fonte nós não bebemos, me conte pois nós queremos saber quanto atingiremos o plausível.
Antes que transforme ódio em mais combustível
Antes que a desordem não esteja compatível
Antes que o fim de tudo torne o Brasil perecível
Antes que transborde sangue por um mal inesquecível.
A dor que você sente em seu peito juvenil
A broca no seu dente já sem garbo varonil
Brava gente brasileira, hoje há temor servil
O pulmão do mundo berra e é terror o que cê viu.
Prevenido não se atrasa, sai de casa com colete
Vai na fé, respira fundo, entre a cova e o piquete
Aprendendo esse macete da perfídia astuto ardil
Que é sonhar com a pátria livre, irmão.
E morrer pelo Brasil em vão.
Track Name: Corre cotia
Grava, mata, edita, faz upload.Fico pensando como é que cê pôde?
Como é que isso é podre, ostenta maldade. Snuff na veia, só que hoje é verdade.
Hombridade medida na bala, obsoletos poderes da fala.
Cuidado com o cheiro que emana seus atos ou vai limpar sangue com pano de prato.

E é só parasita que existe, bala que cala consiste e mata, que triste.
Desiste da bola da vez, porrada no três. Hediondo é o dia e amanhã outro mês
E desde os portugueses a estatística cresce: Gente que morre, desaparece
Por banalidades, ou barbaridades, dos ensinamentos do Marquês de Sade.

Do que cê sabe? Uns pinos pra vibe? E os livros não tem mais lugar onde cabe.
Único índice: Mortalidade. Alguns g de droga fingindo amizade
Olho bem nos seus olhos, seu brilho me assusta
Seu sangue é produto, quanto é que ele custa?
Te dão a mão pra te jogar no chão, irmão. Te crucificam e a vida é o perdão.

Então desencana do que cê planeja, sua opacidade através de sua inveja
Não é de ninguém que você precisava, nem dessas coisas que não importavam
Mas reaprender como é que se andava e não distorcer como é que se amava
Crianças brincando, sorriso inocente, sem bala no pente, sem bater de frente

Vai consequente e resgata o respeito, mude o conceito, mas faça bem feito.
O joio e o trigo estão contaminados.
2016, de sítio é o estado, é o governo, é a igreja e o povo é deixado.
Sobrevivência, suor por mau trato e cê sua barato
Porém os horrores e as dores destroem seu legado

E fato após fato, seu nulo argumento, povo com fome, não come, é isento.
Cansados de fazer mais preces ao vento, é fácil enxergar: Vai ficar violento.
Não quero saber o valor do velório, quero viver do meu jeito simplório
Não oro e não colaboro com patifaria, curte os tempos do corre cotia

Não corre de droga, bala perdida. Uma verdade: Raça impedida.
Massa falida, taça erguida. Estamos em guerra e ela dura uma vida
Sei da sua crença, como cê pensa. Vem com respeito somando as cabeças.
Crianças adultas, os filhos das putas. Um naco da alma que o Brasil amputa.

Porra!
Track Name: Para vocês todos
Tudo bem por mim se for assim, desse jeito tranquilo de boa
Cercado de boas pessoas, bons sons e melhores risadas
Sem deixar as nossas mães preocupadas
Elas têm que dormir bem e vocês tem que vir também para trocar ideia.
Não precisa nem bater na porta.
Amizade velha se espelha em cada um de nós!
Brinda, bebe, é nóis!
Segue a linha e perde a linha algumas vezes
Dentre 12, 13 é 13 e 30 anos vai num tapa
Então não dá pra perder tempo com mais uma ideia fraca
Nem com célebres babacas que não sabem o que é o respeito
E desconhecem nosso jeito sossegado de levar a vida em paz
Tô feliz, tenha certeza, não precisa muito mais
Eu escolhi a dedo quem faz parte da família, e eu só vejo maravilhas.

Vê se não faz drama que o tempo não dá tempo
A pensamento negativo, nem nocivo
PMA o tempo todo que me resta enquanto vivo
Foram livros, foram discos, foram filmes, enrascadas
As melhores pessoas já fizeram coisa errada.
Pra aprender nessas ciladas.
Cair pra levantar, ficar melhor, ficar maior
Ficar honrado, vivo toda essa jornada tendo vocês do meu lado.
A gratidão é hardcore.

Eu quero voar pr’outro lugar melhor
Eu quero voar.
Eu quero voar pr’outro lugar melhor
E quero levar vocês também

Tudo que vem na minha cabeça.
É recompensa, é gratidão.
De grão em grão se colhe
Caiu no chão acolhe.
É tudo do bem
É gente de quem
De irmão a irmão escolhe
Nem chamo cê vem
É tudo que tem
O que plantou, cê colhe! (2x)

Todos vocês têm lugar reservado no meu coração
E no meu campo de visão pra sempre quero vê-los
Fico feliz em tê-los como parte da história, a mais bela canção.
Aquela velha emoção, a celebração, é amor, meu irmão da forma mais pura.
Nunca haverá ruptura pra essa bela relação
Quero tudo de bom pra vocês.
Falando em português sobre as belas coisas
Sobre a nossa vez de crescer
De cuidarmos de nós, agora e após
O que quer que aconteça
Em qualquer lugar que seja
No coração esteja.

Eu quero voar pr’outro lugar melhor
Eu quero voar.
Eu quero voar pr’outro lugar melhor
E quero levar vocês também

Tudo que vem na minha cabeça.
É recompensa, é gratidão.
De grão em grão se colhe
Caiu no chão acolhe.
É tudo do bem
É gente de quem
De irmão a irmão escolhe
Nem chamo cê vem
É tudo que tem
O que plantou, cê colhe! (2x)
Track Name: Pena
São tantas coisas que eu tenho pra falar que eu nem sei por onde devo começar.

Tá, vamo lá! É feio apontar com raiva seu dedo pra julgar.
Pra falar o que calhar, que o melhor vem desde cedo
Tenso é não saber ao certo do que cê tem medo
Há falhas no enredo, cê manipula a lenda
E segue protegido pela força de uma emenda que nunca existiu
E convenhamos que o Brasil nunca foi o mais honesto
É claro que você também faz parte do resto.
Não há necessidade de pôr seu sonho a venda
Longe da verdade, por mais que tire a venda.
Entenda: É vendaval, é mal.
É hospital no bolso, é calabouço, é carniçal
Um genocídio amável, um sol de oitenta graus
A gente sempre dança nesse lindo carnaval
Pro qual cê tem que ter convite
Tem que ter alguém que indique
Tem que tem que tem que ter, ostentar é que é chique, man.

São tantas coisas que eu tenho pra falar
Rebobina, volta lá de onde você começou
Ou escute sua violência e a sua incoerência (Pow!)
São tantas coisas que eu tenho pra falar
Que eu nem sei por onde devo começar.

Tá, vamo lá! É feio apontar com raiva seu dedo pra julgar.
São tantas coisas que eu tenho pra falar
Que eu nem sei por onde devo começar.

Começa do zero, cancela a apoteose
Parcela na cartela, indução por hipnose
Desejo de consumo transformado em psicose
Norman Bates por Bill Gates, ligeira metamorfose.
Entre ricos e famosos tudo brilha mas prefiro meu cafofo
Você é mais bonito, mas seu brilho tá com mofo
E vê que de repente, todo mundo sonha, todo mundo morre, é gente
Sei que é complicado quando se nasce quebrado
Mas se não nasceu quadrado, acho que você entende
Nada está perdido, mas o povo tá iludido e que todo lixo vende
Seja cauteloso ou a madame se ofende.
É trampo ser da massa, ela acha que depende
E defende a pontapés a criação por mordomia
Sambou pela desgraça e fingiu que não sabia
Da grande hemorragia lá de fora da sua terra.
O sangue vem correndo, o destino ele não erra
Vai ficar em choque na hora que a porta emperra
E assim o assunto encerra
Que pena, já era, é assim que o assunto encerra.
Que pena!

São tantas coisas que eu tenho pra falar
Rebobina, volta lá de onde você começou
Ou escute sua violência e a sua incoerência (Pow!)
São tantas coisas que eu tenho pra falar
Que eu nem sei por onde devo começar.

Tá, vamo lá! É feio apontar com raiva seu dedo pra julgar.
São tantas coisas que eu tenho pra falar
Que eu nem sei.
Track Name: Queime o coração de gelo
Tente quantas vezes for preciso
Caso você fracassar, cê já provou que cê tá vivo
E é um alívio saber que cê num ficou ali parado
Se sentiu determinado e foi atrás do que cê quis.

Todo mundo gosta e eu aposto que você quer ser feliz
Escute o que o teu coração te diz
Vá em frente, faça acontecer, viva livremente
Pode ser só se você quiser que seja assim.

Pois muitos vão dizer que você não vai vingar
Outros vão dizer "cê não vai terminar sua missão"
Mas como conclusão, levante desse chão
E mostre que você tá vivo e que luta com razão.

Na visão de alguém que um dia desistiu
Mas se uniu com a esperança e não ficou a ver navios
Tentou por anos a fio, tentou e não conseguiu
Queime o coração de gelo que esse povo desuniu

Então busca no espelho essa coragem que fugiu
Ela partiu, mas tá bem perto, e só vê quem é esperto e de certo alguém subiu.
Infelizmente não deu tempo de tentar mais uma vez
Começar mais umas três – Ontem o sim era um talvez
Corre atrás do prejuízo – Só depende de vocês
Corre atrás do seu juízo – Eu te aviso que justiça não tem nada a ver com leis.
E quem é que faz as leis?

Criminosos que destroem nosso país, por que o mal vem da raiz
Sufocando um povo todo que merece ser feliz
E a partir desse momento em progressiva evolução
Marchando em uníssono pra derrubar o ladrão
Que rouba a alma, rouba a calma, te transforma num fantasma, em um monstro
Toma o que dignifica e vamos começar de novo
O povo todo grita junto, amor ao terceiro mundo
Pelo bem-estar maior, por bom senso ou por menor que o sonho seja
Seus anseios, seus desejos.
Mostre por que você veio, seu grito será notado
Queime o coração de gelo e será recompensado
Queime o coração de gelo, por favor, muito obrigado a todos.